Economia Circular é um modelo, uma nova forma de se pensar a utilização dos recursos naturais. Se propõe a transformar o sistema vigente — cuja trajetória é: extração, transformação, consumo e descarte — a partir da reciclagem e da revalorização, ao longo dos processos de produção, dos nutrientes biológicos e técnicos. A Economia Circular é definida como “sistema industrial restaurativo por intenção e por design”. Segundo o professor Maurício Turra Ponte, coordenador do ESPM Social Business Centre, para que se possa aplicar o conceito de Economia Circular tecnicamente, é preciso desenhar e fazer um planejamento antes da produção de um produto — para que possa ser, posteriormente, aproveitado em outro sistema — o que dá ao design importância vital no processo. “Os princípios seguidos são o de repensar os produtos, para que gastem menos recursos, reduzir materiais, favorecer a substituição de componentes e reparos, reduzir materiais agressivos ao meio ambiente e possibilitar que sejam feitos por materiais reciclados”, diz. Além disso, a Economia Circular considera a possibilidade de utilizar os materiais da produção de um produto para o desenvolvimento de outro, ideia bastante semelhante a do ciclo biológico, onde os insumos são absorvidos pelo meio. De acordo com o professor, o modelo atual de produção e consumo no mundo considera os recursos naturais infinitos e acredita na possibilidade de descarte de produtos após o uso, contando com a possibilidade de serem absorvidos pelo ecossistema. “Nenhum desses dois pressupostos está correto”, fala Ponte.  
 
Leia mais »

A SPONGE acredita que a conscientização para fazer o certo surge através da informação. Separar o lixo inicialmente pode ser algo complicado, mas com o passar do tempo torna-se automático e parte da rotina.
O seguinte vídeo da série “O Caminho do Lixo”, dá algumas dicas de como separar o lixo para o processo de reciclagem. 
 
Leia mais »

Separar o lixo em casa adequadamente é fundamental para que o programa de coleta seletiva do seu município seja eficaz. A SPONGE compartilha o vídeo abaixo, onde a Diretora de uma Cooperativa de Catadores de Brasília faz o seguinte apelo: Vamos fazer a coisa certa! 
 
Leia mais »

O consumo responsável é fundamental para que possamos consumir nossos recursos naturais de forma sustentável. Mas, da forma como vivemos hoje, nos acostumamos a comprar muito mais do que precisamos e consumir de forma desenfreada já virou um hábito.
A reciclagem pode ser a solução para alguns problemas que criamos, porém antes de pensarmos em reciclar, devemos pensar em evitar a sucata, o resíduo ou o lixo em si e evitar o desperdício como um todo.
A SPONGE apoia o consumo consciente e acredita que cada um pode fazer a diferença para construirmos uma sociedade mais sustentável. A animação a seguir, do Programa Água Brasil, aborda mais o tema e nos ajuda a refletir sobre nossos hábitos: 
 
Leia mais »